Tendência para a comunicação em 2021

Estudo da Kantar, líder mundial em dados, insights e consultoria, sinaliza 10 tendências com desafios e oportunidades para o cenário da mídia em 2021. A publicação reúne artigos, dados e opiniões de especialistas do setor com reflexões interessantes do que esperar da indústria de mídia e comunicação no próximo ano.

A seguir, um resumo de cada uma das 10 tendências destacadas pela Kantar Ibope Media:

1- A mudança no consumo de mídia durante os períodos de isolamento foi inevitável: permanecer em casa por mais tempo impactou o tipo de mídia que poderíamos consumir e a quantidade de tempo disponível para fazer isso;

2- O chamado “consumidor bumerangue” surgiu, e garantir a lealdade a longo prazo terá de ser uma prioridade se o modelo de negócio de assinatura quiser ser sustentável;

3- As marcas precisam alcançar uma presença eficiente de mídia multicanal para influenciar os consumidores por todo o funil. Elas devem ir além das atividades do funil superior e usar os dados para ativar os consumidores em todo o funil nas mídias sociais;

4- A TV sempre ajudou a reunir pessoas, mas com as famílias passando mais tempo em casa durante as medidas de isolamento, as pessoas passaram a consumir mais TV juntas, resultando em um aumento na audiência de TV e vídeo;

5- Nestes tempos extraordinários, o propósito de marca nunca foi tão importante. As marcas veem o ativismo como uma forma de conexão significativa com os consumidores, que assumem uma posição cada vez mais ativista ao decidir o que comprar – uma tendência acelerada pela pandemia do coronavírus;

6 – A medida em que marcas passam a adotar formas mais autênticas e diretas de se relacionar com os consumidores, outras plataformas digitais emergentes ganharão mais importância dentro das estratégias de comunicação e planejamento de mídia. Os influenciadores serão vistos como uma oportunidade estratégica de longo prazo, ao invés de apenas uma tática de curto;

7- Entendendo que a escolha do ambiente onde um anúncio é veiculado é tão importante quanto a mensagem. O desafio é como planejar o melhor mix de mídia e otimizar a entrega do conteúdo entre contextos;

8- Os profissionais de marketing têm a tarefa desafiadora de posicionar suas marcas para serem atrativas neste novo contexto, ao mesmo tempo em que gerenciam investimentos de marketing reduzidos e estudam os novos hábitos de consumo de mídia;

9 – Em um mundo sem cookies, os efeitos na medição da eficiência de mídia e segmentação precisarão de outros recursos para avaliar a eficácia de uma campanha;

10 – O papel dos dados como guia para as empresas em tempos de incerteza nunca foi tão importante quanto neste ano. Mas os dados, por si só, não são a solução. Trata-se de transformar dados em insights acionáveis para evitar uma “paralisia” – quando nos aprofundamos muito para tentar embasar absolutamente tudo com as informações disponíveis. As plataformas de dados não devem ser apenas personalizáveis, elas devem ter código-fonte aberto.